Seja bem vindo(a)!
Terça-feira, 17 de outubro de 2017
Editor do site: Edmilson Carvalho

 
 

 A CÂMARA MUNICIPAL
 A CIDADE - DADOS GERAIS
 A PREFEITURA E AS OBRAS
 AS SECRETARIAS MUNICIPAIS
 BATE-PAPO
 COMÉRCIO / CLASSIFICADOS
 FOTOS DA PAISAGEM
 MAPA DO MUNICÍPIO
 O ARTESANATO - ARTE LOCAL
 O JORNAL DE BOTUMIRIM
 PATROCINADORES
 Resultado da eleição para PREFEITO e VEREADORES
 UNIBRÁS MARKETING LTDA
 USINA IRAPÉ

 MOVIMENTO POPULAR DE MONITORAMENTO POLÍTICO

Brainatwork Serviços Interativos


Entendendo a Tristeza!!

04/08/2009 - 23h26m

Estimados Amigos,

Normalmente, a tristeza é uma resultante direta, ou da falta de entendimento sobre algumas realidades da vida, ou da falta de vontade para aceitar que tais realidades existem. Frequentemente, as pessoas ignoram que todo o universo funciona seguindo certas imutáveis leis e que o entendimento das mesmas auxilia o processo de condução de uma vida mais harmônica, serena e construtiva. No entanto, mesmo que as pessoas estejam cientes de tais leis, por alguma razão e em vários momentos de suas vidas, elas carecem de vontade para aceitá-las e, consequentemente, incitam um indesejado processo de desânimo.

Naturalmente, a tristeza surge quando existe alguma perda, ou quando uma pessoa sente-se ofendida, ou quando existe um sentimento de culpa resultante de omissão ou de intervenção, ou quando a pessoa sente-se abandonada, ou quando a pessoa sente-se mal-interpretada, ou seja, tal sentimento surge quando a pessoa sente-se vítima de outrem ou ela, conscientemente, vitimizou outra pessoa.

No entanto, se analisarmos a origem da mágoa que aflige uma pessoa, facilmente notamos que ela, geralmente, não se materializa no exato momento em que uma situação indesejada acontece, mas que o desconsolo emocional resulta de uma construção mental onde o mesmo pensamento, por constante repetição, acaba ganhando espaço na mente até o momento em que o mesmo torna-se predominante e incontrolável.

Por exemplo, se José insulta Jacó, José pode simplesmente rejeitar tal insulto concluindo “esta é a opinião dele e o mesmo é livre para tê-la” e, consequentemente, a história termina neste exato segundo. No entanto, o que acontece é que José segue pensando, “ele me chamou de feio”, “porque ele disse isto?”, “quem é ele para dizer isto da minha pessoa?”, “ele sempre faz comentários desnecessários!!!”, “será que ele não tem espelho em casa?!?” e assim por diante numa linha de pensamento que tende a crescer até ganhar um especial momentum e, como resultado, conduzir a pessoa à um estado de insatisfação, pena ou tristeza.

Portanto, quando um indivíduo estiver alerta de tal linha de pensamentos, ele possui plenos e irrestritos poderes para impedir que tão danosa construção aconteça. 

Entretanto, seguindo a lógica apresentada pelo texto até agora, o leitor pode inferir que todos os comentários alheios são inválidos, mas isto pode, ou não, ser uma realidade. Desta maneira, é extremamente importante ter a capacidade de analisar o comentário de outrem, ou seja, se o que a outra pessoa comentou é errôneo, irrelevante ou irreal é imprescindível que você esqueça o que ela falou, mas, por outro lado, se o que a pessoa falou tem algum fundo de verdade ou relevância é importante que você utilize tal comentário para aprimorar-se e desenvolver-se como ser humano.

Assim sendo, ao encarar as situações tão objetivamente a pessoa envolve-se com um escudo que a auxilia a impedir que pensamentos negativos, destrutivos ou perniciosos permeiem sua atividade mental de maneira que a tristeza, mormente resultante de tais construções cognitivas, jamais tenha a capacidade de adentrar o seu quotidiano.   

Diante disto, qualquer ser humano que esteja consciente desta maneira de encarar tais acontecimentos quotidianos, apesar de possíveis situações indesejáveis, consegue adquirir certa lucidez, objetividade e equanimidade mental que o auxilia a minimizar a possibilidade de edificação de ambientes infelizes, ou depressivos, enquanto ele encontra um fascinante espaço mental para alocar todas as suas energias intelectuais e emocionais no alcance dos objetivos que o mesmo planejou materializar.

Desta maneira, desejo-vos uma semana repleta de objetividade nas interações quotidianas, volição para orientar vossos pensamentos e alegria e entusiasmo em vossas caminhadas.

Cordialmente,

EDMILSON CARVALHO (Necão)

Google
 
Web www.botumirim.com





Flog

.



x